quinta-feira, 14 de julho de 2016

Esperarei por ti por mais que me convença do contrário.

Merda. Borboletas. Medo. Saudade. Vontade. Medo. Medo. Medo. Não quero ser estúpida outra vez. Porta-te bem. Protege-te. Não quero isto.



Merda. Morre borboleta, morre! 
Não chega voares para longe se depois acabas por trazer-me desassossego.
Não quero desiludir-me outra vez. Não quero criar expectativas. Não quero.
Mas podia experimentar só para matar saudades. Era só uma vez.
Estou lixada!

2 comentários:

  1. Oh moça... sério? Tu não precisas disto! Nem uma vez. Porque sabes que essa vez fará efeito bola de neve. Não te trates mal desse modo. Um fim é um fim. E o mundo é grande e somos jovens e há tanto para fazer e ver...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tens toda a razão do mundo. Estou a tentar!

      Eliminar

Todos temos os nossos dias, as nossas opiniões, as nossas afinidades. Felizmente nem todos gostamos do mesmo.

Aceitam-se elogios. Aceitam-se críticas construtivas.

Dispenso insultos e estupidez gratuita.

Welcome stranger ;)