Esperarei por ti por mais que me convença do contrário.

Merda. Borboletas. Medo. Saudade. Vontade. Medo. Medo. Medo. Não quero ser estúpida outra vez. Porta-te bem. Protege-te. Não quero isto.



Merda. Morre borboleta, morre! 
Não chega voares para longe se depois acabas por trazer-me desassossego.
Não quero desiludir-me outra vez. Não quero criar expectativas. Não quero.
Mas podia experimentar só para matar saudades. Era só uma vez.
Estou lixada!

Comentários

  1. Oh moça... sério? Tu não precisas disto! Nem uma vez. Porque sabes que essa vez fará efeito bola de neve. Não te trates mal desse modo. Um fim é um fim. E o mundo é grande e somos jovens e há tanto para fazer e ver...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tens toda a razão do mundo. Estou a tentar!

      Eliminar

Enviar um comentário

Todos temos os nossos dias, as nossas opiniões, as nossas afinidades. Felizmente nem todos gostamos do mesmo.

Aceitam-se elogios. Aceitam-se críticas construtivas.

Dispenso insultos e estupidez gratuita.

Welcome stranger ;)

Mensagens populares deste blogue

A tua irmã*

Desabafo

Dos rumores