Das merdas que sinto

A merda é que eu gosto mesmo deste homem. Gosto tanto que até faz doer. Gosto tanto que mesmo nunca tendo motivos para acreditar que seria recíproco, acreditei sempre. Gosto tanto que adormeço a pensar nele e acordo a pensar nele. Na vontade que tenho em vê-lo, em conversar com ele, fazer coisas banais que com outras pessoas não me apetece fazer. 

Sou uma pessoa mesmo estranha.


Comentários

  1. Como te entendo...mas não és estranha,és sim um ser humano que se permite sentir,sim porque há aqueles que não parecem sentir nada,e se sentes e gostas é normal que continues a pensar tanto nele.

    ResponderEliminar
  2. Não sei se é normal mas não consigo evitar! Um dia isto há-de passar ;)

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Todos temos os nossos dias, as nossas opiniões, as nossas afinidades. Felizmente nem todos gostamos do mesmo.

Aceitam-se elogios. Aceitam-se críticas construtivas.

Dispenso insultos e estupidez gratuita.

Welcome stranger ;)

Mensagens populares deste blogue

A tua irmã*

Dos rumores

Desabafo