quarta-feira, 2 de maio de 2012

Bipolar QB

Está a chover. Está um dia triste, enfadonho, frio e desmotivante. Estou no trabalho mas como há auditoria, não posso fazer nada mais do que estar ao computador. Já fiz todo o trabalho que tinha em atraso. Portanto estou aqui a fazer tempo para poder ir para casa (não gosto de sair antes da hora. Nunca hei-de dar motivos gratuitos para que me mandem embora). Não falo com o João desde 2ª e tenho saudades dele. Tenho o perfume dele entranhado na minha roupa. Ou se calhar na minha memória. Apetecia-me um abraço. A minha colega de casa (aquela mais-ou-menos chatinha) comunicou ontem à noite que vai sair de lá. Daqui a 5 dias fazias anos. Fazes anos, Luís. E isso entristece-me porque devias poder comemorá-los. Devíamos poder apanhar uma valente bebedeira juntos. Mas não podemos. E fico triste por saber que nem chegaste a completar os 20 anos. Tenho cada vez menos dinheiro para as despesas que vão aparecendo e farto-me de trabalhar e poupar mas parece que não chega. Portanto, hoje o dia está a ser uma merda mas não me sinto triste ou desesperada. Contra todas as previsões, sinto-me bem. Apetece-me rir. Sinto-me feliz. (Só eu!). Os problemas são todos os que já enumerei mas esta é a minha forma de os ver:

- Chuva: Nada que um guarda-chuva para chegar a casa, um chá quente e um cobertor não possam resolver.
- Trabalho: Pelo menos tenho tudo em ordem, nada em atraso e não estou a falhar com as minhas obrigações.
- João: Quando sair do trabalho, ligo-lhe eu. Digo-lhe que é bom ouvir a voz dele e que me faz falta. De vez em quando posso ser eu a dar o primeiro passo.
- Colega de Casa: Depois de ter-me certificado que não tinha acontecido nada de relevante que a leve a tomar esta atitude (não ia gostar de saber que pudesse ter sido alguma coisa que lhe tenha dito), só nos resta procurar nova amiga. Se souberem de alguém, digam alguma coisa.
- Aniversário do Luís: Vou cantar os parabéns em surdina. Vou abraçá-lo em pensamento. Vou relembrá-lo em todos os momentos. Vou amá-lo. Vou ter saudades. Vou chorar. Vou rir-me assim que me recordar do seu sorriso metálico. 
- Dinheiro: Vou continuar a trabalhar. Vou continuar a controlar os gastos. Vou lutar sempre. Ao menos tenho saúde e uma família incrível!


Portanto olhem, ou tenho uma bipolaridade afectiva não detectada, ou tenho um anjo-da-guarda daqueles bem fortes e presentes. =D






4 comentários:

  1. Claro que tens um anjo-da-guarda muito forte e presente, sabes bem que sim :)

    Hoje também estou meio xoxinha, mas olha, melhores dias virão.

    Um dia destes combinamos um café :P

    ResponderEliminar
  2. Sim, tenho o meu anjinho-da-guarda... ele é mais um diabinho-da-guarda! lol! Mas está sempre comigo ;)

    ResponderEliminar
  3. Admiro pessoas fortes e sempre positivas. Revela maturidade. Parabens.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há coisas que nos "obrigam" a crescer, muito para além da idade! E eu obrigo-me a pensar assim, porque faz-me bem!

      Obrigada :D

      Eliminar

Todos temos os nossos dias, as nossas opiniões, as nossas afinidades. Felizmente nem todos gostamos do mesmo.

Aceitam-se elogios. Aceitam-se críticas construtivas.

Dispenso insultos e estupidez gratuita.

Welcome stranger ;)