Mensagens

A mostrar mensagens de Julho, 2014

Do João...

"Não me chega que não me façam chorar: têm de me fazer rir. Não me chega, sequer, um sorriso tímido, têm de saber fazer-me rir descontroladamente. E chorar. E abraçar-me a seguir e dizerem-me que tudo vai correr bem. E que, a seguir, corra mesmo. Não me chega que não me magoem: têm de me fazer sentir. Não me chega um amor morno, tem de me fazer queimar. Tem de ser uma paixão urgente enrolada em amor calmo. Ou um amor confortável embrulhado numa paixão indecente. Tudo ao mesmo tempo. Não me chega uma vida morna. Um amor só porque sim. Um ombro só porque ampara. Um abraço só porque aquece. Um sorriso só porque é hábito. Preciso do tudo que é tão mais que isto. Sou exigente: não me chega que gostem de mim. Têm de saber amar-me."
- Rita Leston -
É por isto que eu continuo com o João. A bater sistematicamente com a cabeça na parede. Ele não me faz chorar, não me magoa, não nada. Só às vezes e para mim não é suficiente!

Acham que deva ir à bruxa?*

Imagem
1. Há 2 meses caí na banheira e parti a costela (em recuperação); 2. Há 1 mês tive de voltar a "partir" a costela pois calcificou no sítio errado (em recuparação); 3. Fiz uma infecção no olho por causa da lente de contacto e isto nem com antibiótico está a passar; 4. O meu carro deixou-me parada em plena Almirante Reis (e já me deixou uma vez na Vasco da Gama e na 2ª Circular - é um carro de gostos requintados); 6. Roubaram-me a carteira com todos os documentos e uma pen;
Acham que devo procurar ajuda? Tudo me aparece e nada me abandona!
Vai de retro pah!

A ler....

Imagem
O meu carro avariou e tenho de voltar à minha vida de transportes públicos. Antiga rotina, antigos vícios.  Um livro por dia, sabes o bem que te fazia? ;)

Ah, a doce (des)ilusão.

Imagem
Outra vez a desilusão. Nunca mudas. Nem eu. Mas juro que agora foi o fim. Quando finalmente nos entendemos, escolhes o caminho mais vulgar. A sério? "Não temos nenhuma relação, não te devo fidelidade..." Mas deves-me respeito. E eu também me devo respeito. .


Sudoeste, aí vou eu!

Imagem
Oláááá,
Este ano vou novamente ao Sudoeste! Praia, calor, música, noitadas, campismo, amigos. São as férias que gosto de ter, em que descontraio e volto a ser a adolescente de outrora. E este ano levo companhia suplementar. O João vai comigo!
Eu sei que sou uma idiota, que volto sempre à estaca zero, que sofro e depois digo que ultrapassei.  Mas eu amo-o e quero-o a meu lado. E não estou preparada para desistir de nós!
PS: No final de Agosto vou em trabalho para o Brasil :) Wish me luck*


Imagem
Pessoal, hoje tenho de desabafar...

Há coisa de 1 mês dei uma queda daquelas bem violentas e bati com as costas. Andei uns dias com umas dores horríveis e sem conseguir respirar e, assustada, achei melhor ir ao médico. Fiz uns RX, diagnosticaram uma nevralgia , uma hiperlordose cervical (devido à posição que adoptei), receitaram-me uns relaxantes musculares e uns anti-inflamatórios e a coisa foi melhorando. O problema é que as dores voltaram e acordo a meio da noite com tal sofrimento que até fico nauseada.
Eu sei que deveria ir novamente ao médico mas gastei tanto dinheiro da última vez que está a custar-me imenso lá voltar...
Alguma sugestão??


Há quem morra de amor. Eu amo porque sou estúpida!

Imagem
O que me custa voltar atrás no tempo. Com as mesmas lágrimas, com as mesmas incertezas, com o mesmo desgosto. Voltei a resgatar um amor que julguei resolvido. Voltei a dar outra chance a uma pessoa que não merece. À primeira caímos por engano, à segunda porque gostamos, à terceira porque temos esperança e à quarta porque somos burras.

Sempre me considerei uma pessoa inteligente, porque raio tenho comportamentos de pessoa limitada?