segunda-feira, 14 de julho de 2014

Ah, a doce (des)ilusão.

Outra vez a desilusão.
Nunca mudas. Nem eu.
Mas juro que agora foi o fim.
Quando finalmente nos entendemos, escolhes o caminho mais vulgar.
A sério?
"Não temos nenhuma relação, não te devo fidelidade..."
Mas deves-me respeito.
E eu também me devo respeito.
.



2 comentários:

  1. facadas no coração...ontem escrevi um post tb sobre desilusão e a imagem que usei foi uma bala no peito...simplesmente sentimos que morremos...é mesmo o que escreves...ahhh doce ilusão (desilusão)
    :(

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A desilusão custa, principalmente quando esperamos algo de uma pessoa a quem queremos bem. Não lhe chamaria morrer porque não concordo que se morra por amor. Desiludimo-nos, choramos, ficamos no fundo mas o bom é que a única hipótese é subir ;)

      Eliminar

Todos temos os nossos dias, as nossas opiniões, as nossas afinidades. Felizmente nem todos gostamos do mesmo.

Aceitam-se elogios. Aceitam-se críticas construtivas.

Dispenso insultos e estupidez gratuita.

Welcome stranger ;)