Mensagens

A mostrar mensagens de Outubro, 2016

Aqueles momentos em que pensas "este ano de 2016 foi amaldiçoado!"

Aqueles momentos em que pensas "este ano de 2016 foi amaldiçoado!". Ora vejamos:
A saúde do meu Avô começou a definhar em Janeiro;Em Fevereiro foi-lhe diagnosticado alzheimer (sim, continua a ser em letra minúscula) e partiu a anca. Esteve um mês (?) internado à espera de operação e o alzheimer a galopar a olhos vistos;O Avô foi entretanto para uma unidade de cuidados continuados para supostamente conseguir voltar a andar (coisa que em 8 meses não conseguiu) e está agora em casa;Terminei o meu namoro de 1 ano e 3 meses (talvez tenha sido o que de menos mau me aconteceu mas ainda assim foi uma viragem na minha vida);Fiquei a conhecer uma pessoa que considerava como uma irmã para mim e a vida fez-me ver que era tóxica e que não me fazia bem, levando-me a cortar de vez com ela;Perdi a minha Bejeca este ano, 6 meses depois de ter perdido o meu Campeão e a minha ficou sem dúvida mais triste e sem este amor incondicional;O anormal do meu tio foi viver para casa dos meus Avós, apro…
Imagem
Afastei-me, deixei de mostrar que estou aqui e que me importo. Há 1 mês que não dou notícias e voilá, aqui andas tu novamente. És um idiota! És um idiota não por não gostares de mim mas por não me deixares em paz mesmo sabendo que não gostas. És um idiota não por não me valorizares mas por tentares a todo o custo que permaneça cativa de ti, para te sentires amado, para sentires que alguém se preocupa. Adivinha? És um idiota mas eu fui mais ainda por ter deixado que voltasses.

I amsterdam

Imagem
Como nem tudo são más notícias, apraz-me vir dizer que já tenho viagem e estadia paga para ir a Amsterdão! Vão ser só 4 dias mas estou bastante entusiasmada porque foi sempre uma das minhas viagens de sonho!!






E vocês já conhecem? Se sim, alguma dica?

Não consigo.

Imagem
Há uns anos prometi aos meus Avós que ia fazer os possíveis e impossíveis para os manter em casa. Cumpro sempre as minhas promessas, a menos que em causa esteja o bem-estar e a qualidade de vida deles. Mas entretanto fui ao Lar ver as instalações. Só ver mesmo. E por muito bem tratados que sejam as pessoas lá, não quero os meus Avós naquele lugar esquecido do mundo. Não consigo! Andamos a procurar uma senhora que fossa fazer a noite com eles. E assim mandar de vez aquele anormal lá de casa (que só ainda não foi porque a minha Avó sofre horrores cada vez que se age contra o menino).
O Avô teve o fim-de-semana lúcido. Triste e assustado. Pediu-me "beijinhos ao Avô" e disse-me ao ouvido "estou triste por causa do que se passa cá em casa quando eu não estou." Ou seja, ele tem noção que quando ele não está lúcido, a situação piora.
Odeio isto!

Das pessoas tóxicas

Imagem
Ando numa fase da minha vida que não tenho paciência para nada! Não tenho paciência para fingir que sou simpática, que estou a gostar de determinada conversa ou companhia, que não me incomodam as atitudes pedantes e sem escrúpulos. Não tenho pachorra, nem idade, nem estômago para isso!
Por isso aqui andamos assim: afastar os "amigos" tóxicos (e acreditem que existem alguns), ser assertiva com quem não tenho obrigação de ser cordial e ignorar gente parva.
Ao ler isto parece que tenho um feitio de merda. Olhem, é isso mesmo... 
Por vezes prometo que próxima não me vou exaltar com tanta facilidade, que não vou logo alterar o meu tom e sacar do meu sarcasmo mortífero. Prometo que não vou ser irónica e que os meus olhos não vão rolar para a parte traseira do meu crânio. Prometo que tento ser simpática. Mas não. Não consigo!  Acima de tudo tenho de ser leal aos meus valores. A verdade é que não tenho paciência para ser espezinhada a toda hora, utilizada por ditos amigos que só qu…

As decisões mais complicadas de sempre.

Imagem
Os meus avós em casa, sozinhos com o anormal do meu tio, tem sido uma situação difícil de gerir. Isto porque contratei uma cuidadora que passa o dia com eles mas à noite não tenho a situação resolvida, estando o meu tio em casa a dormir com eles. O pior é que descobri ontem que não só ele não os trata bem, como os deixa frequentemente sozinhos em casa a noite inteira.
Tenho pensado muito sobre este assunto. Muito mesmo! Por muito que me custe, não consigo tolerar uma situação em que sei que a qualidade de vida deles está em causa. E a única hipótese que me tem parecido exequível é colocá-los juntos num lar. Mas não estou a aceitar bem esta situação!
Só queria que eles voltassem a ter saúde e que não sofressem. Faço o quê?
PS: Faltou tão pouco para agredir o meu tio e expulsá-lo de casa a pontapé!