Mensagens

A mostrar mensagens de Março, 2012

Ando a precisar de ser feliz!

Imagem
Este fim-de-semana promete! Preciso de descontrair. Preciso de conversar. Estar com os amigos de sempre. Estar com os novos. Estar com aqueles que são meros conhecidos. Adoro chegar a qualquer lado e conhecer toda a gente. Cumprimentar. Rir. Brincar. Gosto quando entramos no bar e há uma hora em que só passa música parva. Gosto que me puxem para dançar. Gosto de dançar kizomba, que aprendi com o meu preto. Gosto de pedir músicas ao Dj. Gosto que me paguem bebidas. Gosto de pagar rodadas. É tão  bom sentir que estamos tanto tempo fora mas que continuamos a pertencer aos sítios. É acolhedor. É nosso. Sentimos-nos parte de algo e é bom. Sei que este fim-de-semana vai ser bom. Vou matar saudades das garotas do futsal. Das gentes da minha terra. Vou ver a minha família. Dá-me alento esta familiaridade. Gente má e que fala mal há em todos os lados. Na minha terra há imensos. Mas hoje estou-me marimbando para tudo isso. Ando a precisar de ser feliz. De jogar às cartas. Ou matraquilhos. Ou be…

Inspira e Expira...

Imagem
Ontem fui bater à porta dos meus vizinhos. Era quase 1h da madrugada e a música continuava alta, eles continuavam a cantar a alto e bom som e a viola continuava desafinada. O diálogo foi mais ou menos este:

Eu: [toco à campainha]
Vizinho: Yes? Yes? Yeeeeees!
Eu: ... Sou a vizinha do andar de cima.
Vizinho: É só um momento!

[e eu espero... e volto a esperar... e espero mais um bocado]


Vizinho: [abre a porta] Boa noite...
Eu: Peço desculpa de estar a bater à porta a esta hora mas...

[Ele interrompe-me a conversa!]

Vizinho: É a música, não é? Eu já tinha pensado que se calhar está um bocado alta mas como ninguém tinha reclamado e bla bla bla [deu-me um valente discurso, todo ensaiado e sem tempo para respirar]
Eu: A madrugada passada foi a mesma história! Fizeram barulho até à meia-noite e pouco e depois saíram. Era 5.40h da manhã quando acordei com vocês a entrar em casa aos gritos e depois a meterem música e cantarem. São situações que não podem acontecer quando se vive num prédio, ainda para …

Eu querer até queria!

Imagem
"Quando não tinha nada, eu quis...  Quando tudo era ausência, esperei...  Quando tive frio, tremi...  Quando tive coragem, liguei...  Quando chegou carta, abri...  Quando ouvi Prince, dancei...  Quando o olho brilhou, entendi...  Quando criei asas, voei... Quando me chamou, eu vim...  Quando dei por mim, estava aqui...  Quando lhe achei, me perdi...  Quando vi você, me apaixonei."
_Daniela Mercury_


Um dia fizeste-me um coração assim. Feito de ar e cheio de significado. Lembras-te? Achei tão piroso (eu sou assim) e fiquei tão corada. Marcaste um golo e dedicaste. Com um coração feito de ar. E eu senti-me envergonhada e achei estúpido.  Devíamos ter o condão de gostar de quem gosta de nós. Se até em pequenas aprendemos a lengalenga "Ama que te ama, não ames quem te sorri. Quem te sorri engana-te, quem te ama sofre por ti!", porque raio é que não fazemos o que é certo? Ou o que é melhor para nós? Gostava tanto de gostar com a razão e não com o coração. Mas infelizmente não se es…

Sonho meu...

Imagem
Sabem aqueles sonhos que temos que parecem mesmo realidade? Aqueles em que pensamos "Ena pah, a minha vida assim é mesmo perfeita!". Esta noite tive um sonho desses. Contigo, Luís. Foi tão real! Consegui ouvir a tua voz novamente. Já não me conseguia lembrar dela assim, como se estivesses aqui. Ainda me lembro de algumas entoações, de algumas expressões tão tuas e, se fizer um esforço mesmo grande, consigo ouvir-te. Mas esta noite não precisei de me esforçar. Rias. Brincavas. Deste-me um abraço, como se voltasses de uma viagem prolongada. E foi um reencontro tão bom! Eu sei que parece tolice. Um sonho é apenas isso, um sonho. Mas parecia tão real, Luís. Eu quis tanto que fosse verdade. Rezei baixinho para que fosse verdade. Há noites em que tenho pesadelos e peço por tudo para acordar. Mas esta noite não foi assim. Quis agarrar-te com todas as forças e trazer-te comigo. Fazes-me falta. Fazes-nos falta. Levaste contigo tantas partes de cada um de nós. E as lembranças por veze…

Shame on me

Imagem
Pensei muito antes de vir para aqui dizer as coisas que vou dizer. Mas porra, esta merda enerva! Tanto moralismo sobre que bebe ou deixa de beber. Quem se embebeda ou não. Porra, eu bebo! Socialmente e não regularmente, mas bebo [Shame on me]. Também já me embebedei. Não daquelas de cair para o lado mas daquelas em que chorei baba-e-ranho e da qual me arrependi no dia seguinte. Também já tive bebedeiras loucas, em que dancei a noite toda e falei, cantei, ri e diverti-me. Também tenho noites em que não bebo. E danço, canto, rio, divirto-me. Merda, sou bruta! Pois sou! Mas ao menos não meto no meu facebook que estou numa relação-complicada-ele-não-liga-boi e não deixo mensagens deprimentes no mural do dito cujo. Claro que não sou perfeita. Aliás, sou tudo menos perfeita. Mas vocês também não! Porra, fui criticada por nunca ter fumado um charro! Qual é o mal? Tenho mesmo de fumar porque é uma experiência e só quem passa por ela é que pode opinar? Quero lá saber de droga. Lidei a minha vi…

Nirvana

Imagem
_Kurt Cobain_
Quando ele morreu, eu ainda era pequena. Não fazia ideia quem ele era. Não fazia ideia que música tocava. Ouvi-o a primeira vez por intermédio do meu vizinho, cujo quarto é paredes-meias com o meu e cujo bom-senso o impossibilitava de ouvir música nos decibéis normais. "Come as you are, as a friend" . Ouvi uma. Ouvi duas. Ouvi tantas vezes. Descobri-o aos 13 anos. Mesmo depois da sua morte, gostei de ouvi-lo. Os Nirvana são a minha banda de eleição. Não me canso de ouvi-los. Sei que com eles não posso sentir aquela ansiedade por uma nova música. Não serão lançados novos singles. Mas deixaram um legado que me conforta. Não há uma música da qual não goste. É por isso que nunca os deixarei morrer.



"(...) Who knows? Not me I never lost control You're face, to face With the man who sold the world"
- "The man who sold the world" - Nirvana

Liberdade!

Imagem
E é praticamente só isto que tenho a dizer. Voltei a ser livre. Quebrei estas amarras invisíveis com que nos prendemos. Assuntos mal-resolvidos nunca foram bons. Eu gosto de pontos finais.
"Façam o favor de serem felizes!" Raúl Solnado

Sábado ainda demora...

Imagem
" (...) We stay up all night, we stay up all night We stay up all night, we stay up all night
They say we play don't play away
All night all week all day okay" (...)
- "(We stay) Up all night" - Buraka Som Sistema



Este sábado vou ter jantarada da rija. Aniversário de uma das meninas do Futsal. Geralmente bastante regada. Muita música. Muita dança. Muita diversão. Estou mesmo com vontade!
Oh Sábado, vê lá se te despachas!


O mundo em que vivemos...

Imagem
Muito se fala da morte do rapaz em Lloret del Mar. Mais uma morte estúpida. Evitável. Adiantam-se muitas teorias. Acidente, incidente ou suicídio. Os pais afirmam que ele não bebia e nem fumava. Que estava a estudar medicina. Que nunca cometeria suicídio.

Eu não conhecia o miúdo. Até acredito que não bebesse ou fumasse. Possivelmente até pode ter sido um estúpido acidente. Mas sei o que é Lloret. Beber até à exaustão. Uma semana inteira de excessos, sem regras. Acidentes acontecem. E quando uma pessoa está alcoolizada, a probabilidade de ultrapassar o limite do bom-senso é enorme. Não vou armar-me em moralista. Também bebo. Também já me embebedei. Não vou dizer que comigo isso nunca aconteceria. Mas provavelmente não. Não conduzo quando bebo, acredito que não me debruçaria numa janela. Mas nunca sabemos o que nos leva a fazer determinado disparate.
Quanto à possibilidade de poder ser homicídio. Os mesmos argumentos mas focados numa terceira pessoa. Um empurrão na brincadeira. Sem inte…

As saudades não matam

Imagem
As saudades não matam. Mas vais pensando nelas o tempo todo. Crescem a um ritmo atroz, qual cavalo galopante. As saudades não matam. Mas vão criando fragilidades um pouco por todo o lado. Nos lugares que sempre conheceste mas que agora parecem-te estranhos e sem cor. Nos sorrisos forçados de quem sente falta. As saudades não matam. Mas dás por ti a procurar conforto numa qualquer lembrança. Seja num sorriso ou numa foto. Ou então dás por ti a ver vídeos só para poderes recordar a sua voz. Os gestos. O andar. Quando se perde um amigo, perde-se um pouco da crença que cresce connosco. Quando somos privados da companhia de alguém que amamos, que partiu cedo demais e sem aviso prévio, dás por ti a questionar tudo o que em tempos te pareceu mais do que verdadeiro. As saudades não matam. Mas dás por ti a ter medo de esquecer. Não de esquecer quem partiu. Medo de esquecer os pormenores. O cheiro. As expressões. A forma de andar. Sei que o meu maior receio é esquecer a tua voz, Luís. Por veze…

Don't want to miss a thing

Imagem
"I could stay awake just to hear you breathing  Watch you smile while you are sleeping  While you're far away and dreaming  I could spend my life in this sweet surrender  I could stay lost in this moment forever  Every moment spent with you  Is a moment I treasure (...) "
"Don't want to miss a thing" - Aerosmith



Um dos filmes de que gosto. Uma das músicas que adoro. Um dos grupos que venero. E hoje estou assim, afogada em recordações.

Conselhos da Avó

Imagem
Como é habitual, mal cheguo à terrinha, depois de ir ver os meus Pais e irmão, corro para a casa dos meus avós. Para o colinho da minha Avó. Do alto dos seus 76 anos, parece-me tão sábia. Tem sempre algo de útil para me dizer. Conhece-me tão bem que, assim que chego, diz logo "Hoje não vens boa!".
O fim-de-semana passado cheguei um bocado cansada. Por vezes não temos grandes motivos mas a tristeza aparece do nada. E a minha Avozinha sai-se com esta:
"Não esperes que a tempestade passe, aprende a dançar na chuva!"
E fez-me muito bem ouvir isso. Porque não estava à espera mas acima de tudo porque é um bom conselho. E dançar à chuva é tão bom!
E com esta me despeço. Bom fim-de-semana a todos!



Livros#4

Imagem
"O Cirurgião" - Tess Gerritsen




Gosto muito deste livro. Este foi daqueles que li sem ter ansiado por isso. Foi quase acidental. A minha Mãe comprou e eu sentia-me com vontade de ler qualquer coisa. Comecei e não mais parei. Primeiro porque é um trhiller que aborda duas vertentes que sempre me suscitaram curiosidade, Policial e Medicina. Segundo porque esta escritora tem uma escrita acutilante e bastante descritiva. Que chega a ser aterradora a certo ponto. Consegue dar-nos o reverso da moeda. Por um lado o lado dos policiais, tentando capturar um serial-killer. Por outro lado, as descrições das atrocidades cometidas pl' "O Cirurgião". 


De referir ainda que este livro tem continuação numa série fantástica, da qual falarei mais adiante.

Chegou o fim-de-semana!

Imagem
"(...) Your body Is a wonderland Your body is a wonder (I'll use my hands) Your body Is a wonderland
Damn baby You frustrate me I know you're mine all mine all mine But you look so good it hurts sometimes (...)"
- John Mayer - "Your body is a wonderland" -

Aí está o fim-de-semana, meu amor. E que saudades tuas. Nossas.  Sexta-feira chegou, minha gente!!
E eu vou matar saudades!
Imagem
"We're Gonna Groove"

"Hear my baby comin' down the track  Betcha my baby's comin' back  Someday she'll get back to me  We're gonna raise a family 
We're gonna groove, Yeah groove  Yeah we're gonna groove 
We're gonna love... until the break of day 
Sweet as sweet as sweet can be  You don't know whatcha do to me  Let me say you're my one desire  You just set my soul on fire 
Oh we're gonna groove,Yeah groove  Yeah we're gonna groove  We gonna love... until the break of day 
Sweet as sweet as sweet can be  Lemme tell ya you don't know whatcha do to me  You just set my soul on fire  Woman you know you're my one desire... 
We gonna groove..."
- Led Zeppelin - 








As coisas que tenho de ouvir!

Imagem
O meu namorado (?) diz-me que eu não sou uma rapariga normal. E quando diz isto, não é de longe uma forma de me elogiar. Diz que não gosto do que é suposto gostar. E que gosto do que não é suposto gostar. Ora vejamos. Não gosto de andar às compras, acho uma pura perda de tempo e nunca tive paciência para experimentar tudo e mais alguma coisa. Ele acha estranho porque até ele delira com as idas ao shopping. Gosto de futebol. Para mim um bom programa é ir ao Estádio ver um jogo ou até mesmo a um café. Especialmente do "meu" Benfica. Ele não acha normal uma rapariga gostar tanto de futebol (Pré-histórico,é o que tu és). Não gosto de carros com um design típico de mulher. Como os C3. Acho horrível. Detesto artigos de decoração em porcelana. O que posso fazer, acho-os medonhos! Não gosto de padrões tipo tigresse, zebra e afins. Não me interesso minimamente por costura (embora saiba fazer ponto-cruz, tricot e coser o básico). Não gosto de blusões de ganga. Não gosto de brincos de …

Dancing with myself

Imagem
"(...) So let's sink another drink 'Cause it'll give me time to think If I had the chance I'd ask the world to dance And I'll be dancing with myself
Oh dancing with myself Oh dancing with myself If I had the chance I'd ask the world to dance If I had the chance I'd ask the world to dance If I had the chance I'd ask the world to dance"



[Quem nunca dançou em casa para que a tristeza desvaneça?]
Billy Idol - Dancing with myself

The Walking Dead

Imagem
Uma das minhas séries de eleição. Que me traz adrenalina. Tensão. Que me faz ansiar que chegue a próxima Terça-feira para poder assistir a um novo episódio. Que me faz ver os spoilers do próximo episódio, a mim que detesto saber as histórias antes de chegar ao fim do livro. Hoje é o último episódio da 2ª Temporada. Não vou perder. Não vou não!





E não, não vou ter aulas de defesa contra zombies. Acho mesmo que se este mundo louco algum dia chegasse a existir, eu seria das primeiras a ser mordida. Na certa veria alguma pessoa a deambular pela rua, ferida, e iria ajudar. Eu sou assim. Propensa a mordidas de zombies e afins!

Girl Power#2

Imagem
E esta é uma grande verdade. Não é vergonha para ninguém. Meninas, gostar de sexo é tão natural como gostar de outra coisa qualquer. E não tem a ver com amor ou algo do género. Sexo é sexo, pura e simplesmente. Pode ser bom ou mau, depende do parceiro. Se é melhor com sentimento? É bom quando gostamos de alguém e somos correspondidos. Isso é válido tanto para o sexo como para tudo o resto. Ir ao cinema é melhor quando vamos com alguém de quem gostamos. Isso muda o tipo e a qualidade do filme? Quem pode não gostar de sexo, quando já experimentou o que nos proporciona?
Este post vem no seguimento de uma das inúmeras conversas que temos entre amigos. Um amigo meu saiu-se com "As mulheres gostam tanto de sexo como nós". Eu concordo. Elas discordaram. Duas até ficaram incomodadas e remeteram-se ao silêncio. Não fico constrangida com estas conversas. Fico indignada é com os diferentes pontos de vista. Os homens gostam de sexo. É um facto! Os homens podem ter inúmeras parceiras se…

Filmes#2

Imagem
The Silence of the Lambs (1991)

Um filme memorável. Um thriller psicológico angustiante mas simultaneamente elegante e habilidoso. Representações brilhantes de Anthony Hopkins e Jodie Foster, respectivamente Hannibal Lecter, psicopata ardiloso, e Clarice Starling, agente do FBI encarregada de extrair informações relativamente a um outro serial-killer.
Um dos melhores que já vi!

Dia do Pai

Imagem
O meu Pai é um homem como os outros. Tem qualidades. Tem defeitos. Ama a família. Comete erros. Resmunga. Grita. Tem mau-feitio. Ri com as coisas mais parvas. É um excelente contador de histórias. Tem sempre opinião sobre os mais diversos assuntos. Escuta-me sempre com atenção. Gosta da minha Mãe, embora nem sempre o consiga demonstrar. Preocupa-se com o meu irmão. É uma pessoa correcta. Tem os seus valores bem definidos. É um Homem de ideias. É sonhador. É criativo. Gosta de contar anedotas. Não tolera falta de educação. Gosta de crianças. Preocupa-se imenso com os mais velhos. Cuidou da minha Avó Noémia até aos últimos dias da sua vida e desde os seus 13 anos [nunca reclamou]. Sente a fala do meu Avô Zé e chora sempre que falamos dele. Gosta que eu me recorde dos seus pais. É filho único. Penso que por vezes se sente órfão num Mundo injusto. Como todos os Pais, para mim é o melhor e não trocava por nada.


Feliz Dia do Pai

Que saudades que tenho de brincar contigo. De dormir contigo qu…

Desabafo

Imagem
Gostava de saber porque insisto em colocar reticências na nossa história se o que preciso é de um ponto final.
Continuo a acreditar em impossíveis. Continuo a acreditar em nós. Gosto da dificuldade (ambos gostamos). Mas tudo o que é demais, acaba por saturar.
E como sei que o que mais gostas em mim é do meu sentido-de-humor:


[Gostava de entender porque não desistimos um do outro de vez. Gostar só por si não chega. São precisas tantas outras coisas!!!]

Devaneio#1

Imagem
Hoje apetece-me praticar o estrambólico. Apetece-me ser louca. Rir até à exaustão. Dançar sem música. Correr. Dar cambalhotas. Fazer o pino. Cumprimentar todas as pessoas que não conheço. Contar anedotas. Gritar no metro. Sentar-me no meio da passadeira. Entrar pela janela do carro. Sair pelo porta-bagagens. Apetece-me inventar uma bebida. Compor uma música acompanhada à viola. Apalpar um rapaz ao acaso. Ir à praia e nadar nua. Usar um sapato de cada cor. Conduzir sem destino. Adormecer na rua. 
Hoje apetece-me ser louca! Vamos?




A Loucura por vezes sabe bem e é saudável! Eu pratico o estrambólico!

Meu puto*

Sabes Luís, fez ontem 31 meses desde que nos deixaste. Já. Só. Parece que foi ontem. Parece que foi há uma eternidade.

Sabes Luís, quero acreditar que ainda me vês. Que ainda nos vês. Que me ouves. Que me confortas. Quero mesmo acreditar que estás em algum lado. Em qualquer um que seja. Mas que estás. Que ainda vives, de uma forma mais ou menos transcendente. Sabes meu puto, dou por mim a falar em alto e bom som. Dou por mim a ansiar uma resposta. Expectante por um qualquer sorriso teu. A tua gargalhada.

Ontem fizeram-te uma homenagem, Luís. Ontem vi-te. Ouvi-te. Sorri. Nos primeiros tempos custava-me imenso recordar-te. Porque doía (ainda dói). Porque tinha a perfeita noção que não mais existirias. Que não mais preencherias os espaços que agora estão vazios. Sabia que não mais quebrarias o silêncio que agora se instalou.

Já passaram 31 meses e parece que foi ontem. A dor é a mesma. A indignação é a mesma. Os porquês continuam cá. Dava tudo, acredita que dava. Queria tanto que estives…

Filme#1

Imagem
The Shawshank Redemption (Os Condenados de Shawshank)

Para mim, um dos melhores filmes de sempre. Dois homens completamente distintos. Vidas diferentes.  Mas os homens erram. O destino junta-os. Não sei o que é viver numa prisão. Mas a dinâmica que surge entre eles. A amizade que nasce. Identifico-me com ela. O filme é tão real que chega a ser assustador. Aconselho!
Com amor,  *Rita*

Nunca erros mas sim grandes lições!

Imagem
Tu és, possivelmente, o homem mas íntegro que alguma vez conheci!
Responsável, sério, perfeccionista e complicado.
Nunca tinha conhecido alguém que fosse o meu reflexo no espelho.
Talvez seja por isso que não resultamos juntos.
Porque se os opostos se atraiem, os iguais devem repelir-se!
Não saber até onde podiamos ter ido foi o que me levou a seguir outros caminhos.
Caminhos que se revelaram más opções e dos quais me arrependo.
Caminhos que, infelizmente, não posso apagar.
Gostar não chega e contigo aprendi essa lição.
Aprendi a abdicar para te ver feliz.
De tudo o que de bom que te podia fazer, deixar-te partir é o melhor que te posso dar.
E hoje liberto-te deste vínculo que me levou a fazer tantos disparates e a sentir tanta mentira.
Vivi num impasse e numa incerteza, que corrói a alma e nos contrai o coração.
Os assuntos pendentes e mal-resolvidos são os que nos deixam marcas.
É por isso que te liberto e quebro estas correntes invisíveis com que nos prendemos.
Porque para eu ser feliz, tu tens d…

Convicções#1

Imagem
Source: 12ozprophet.com



"(...) Boy im just playing, come here baby Hope you still like me, ** pay me My persuasion can build a nation Endless power, our love we can devour You'll do anything for me (...)" - Beyoncé Knowles - "Who run the world"

Who run the motha fucker world? Girls!!!


Sinto a porra de uma confiança inabalável em mim.
Ando feliz. Não ando nas nuvens [isso não permito].
Mas sinto-me mesmo bem.




PS: Não há dia em que não sinta a tua falta. És vida em mim, mesmo que já não andes por cá*

Girl Power#1

Imagem
Sinto-me tão bem. Nunca fui de depressões. Vivo feliz na imperfeição em que se tornou a minha vida. Não é caótica. É imprevisível. Tenho alguma rotina. Em cada dia tento ter algo de diferente. Apetece-me rir. Não sou de chorar. Gosto de futebol. Aliás, se há coisa que me alegra é ver um bom jogo de futebol. Adoro cães. Detesto gatos. Gosto do Preto. Não gosto de Branco. Amo fotos a Preto-e-Branco. Não me acho diferente dos demais. Não quero ser diferente do que sou. Gosto do meu aspecto. Não sou de uma beleza estonteante. Mas tenho apontamentos bonitos. Não tenho um corpo absolutamente torneado. Mas gosto das minhas curvas. Nem sempre uso saltos, depende do meu estado de espírito. Gosto de jogar futsal. Não gosto de ir ao ginásio. Gosto de escalada. Gosto de andar de karts. Gosto de Cerveja. Não gosto de bebidas brancas. Tenho um fascínio por fotografia. Gosto de karaoke. Amo o Sport Lisboa e Benfica. Não sorrio facilmente. Tenho mau-feito. Sou bem-educada. Gosto de pessoas velhas. Viv…

Livro#3

Imagem
"A Menina Dança" - Rita Ferro


O livro de hoje narra a história de uma mulher que tudo tem para ser feliz. Um marido que a ama. Um emprego que a completa. Uma família que a preenche. Mas ela vive insatisfeita. Consigo própria. Com o Mundo. Uma Mulher que quer viver. Uma Mulher que quer sentir. Uma Mulher que se quer descobrir. E que para se encontrar, fere tudo e todos. Que para se encontrar, enfrenta a mudança. Destrói a sua estabilidade.
Gosto deste livro pela história, como é óbvio, mas pela escrita surpreendente de Rita ferro. Frases curtas. Emprego exagerado de parágrafos. Leitura agradável. Um livro que apela aos sentimentos. Que fala de sentimentos. Sem barreiras. Sem porquês.


Com amor, *Rita*

Livro#2

Imagem
E a escolha de hoje, de tudo o que já li, vai para:





Primeiro porque Kristin Hannah é uma escritora fantástica, com uma escrita fluída e que consegue manter um ritmo elevado na sua narração.

Quanto ao livro em si, para mim é um dos melhores! Fala da relação de duas melhores amigas, que se conhecerem ainda crianças e que conseguiram manter bem viva a forte amizade que as une. Mas como em tudo na vida, há situações que, quando mal resolvidas, ditam o afastamento das pessoas.

Um livro muito emocionante, que deixa a lágrima bem fácil de cair. Gostei imenso e aconselho vivamente!

Porque também eu tenho a minha melhor amiga, que eu amo como se de uma irmã se tratasse, quero dedicar-lhe este post. És parte de mim e, por muita distância que possa existir, nunca nada mudará entre nós. Estamos Aqui uma para a outra. Amo-te!

Grande beijinho,

Rita

Livro#1

Imagem
"Tudo o que temos cá dentro" - Daniel Sampaio
Será este o meu livro de eleição. Não é à toa que decidi ter um blog homónimo. Não conheço Daniel Sampaio enquanto pessoa, não o conheço enquanto psiquiatra mas certamente conheço-o enquanto escritor. Mas não foi fácil. Não sou muito dada a livros cujos autores misturam o seu gosto pela escrita com a sua vocação virada para a psiquiatria e psicologia. Mas rendi-me a este grande escritor. Muito por culpa deste livro. De leitura fácil mas com uma panóplia de sensações crescentes. Não é uma história de amor convencional. Aliás, aborda a temática do abismo em que algumas pessoas caiem devido a amores mal resolvidos. Ou amores que nunca o chegaram a ser. Identifico-me com este livro. Quem na sua adolescência não sofreu por amor? Esta história aborda o sofrimento atroz de uma rapariga com uma vida problemática e sem destino. Uma rapariga que viu no amor a sua cura. E no suicídio a sua salvação. Aconselho vivamente a sua leitura.


"(…

É aqui que eu moro...

Imagem
Há memórias que se entranham em nós, qual tatuagem permanente.
Basta fechar os olhos e recordo o teu sorriso (metálico), as tuas gargalhas, as tuas conversas parvas.
Nunca sabemos quais são os momentos que um dia serão mais fáceis de recordar.
Nem preciso de me esforçar para que me venham à lembrança os episódios mais ridículos que vivemos.
Alguns até nem são bem meus, são teus e de outros, mas fui espectadora assídua e atenta de todos eles.
Por muito banal que possa soar, nunca, jamais em tempo algum, esquecerei quem foste. Quem és. Quem me fizeste ser. Nunca esquecerei os momentos fora-do-comum que vivemos. Nunca esquecerei as tardes mais aborrecidas. Nunca esquecerei nada disso porque foi algo que te pertenceu, que nos pertenceu.
Se soubesse que uma tão distante noite de quinta-feira iria ser a última vez que te via. Se soubesse. Possivelmente foi melhor nem saber. Mas se soubesse. Há coisas que são impossíveis de evitar. Mas há outras que seriam tão fáceis. A tua partida era comp…

Para tudo há um motivo...

Imagem
Começo hoje a minha jornada. Mais ou menos inspirada por tanta boa escrita que encontrei neste mundo virtual, tomei uma atitude. Não sei por quanto tempo o manterei. Não sei com que frequência escreverei. Apenas sei que preciso. E quando uma pessoa precisa, deve arriscar em obter o que pretende.
Aqui começa a minha história. A tua história.
Há cerca de 2 anos a minha vida mudou.
Esta é uma história de amizade. De perda. De saudade. De Esperança.
Nunca lidei muito bem com a Morte. Tinha medo de morrer. Tenho medo da morte dos meus. É precisamente quando temos medo de alguma coisa, que nos vemos a enfrentá-la.
A Morte bateu à porta. À tua porta L*. Deixaste-a entrar. E com ela optaste por partir.
É por isso que estes meus dias são teus.
Porque perder um amigo custa muito. E perder quando menos se espera, muito mais dor traz.
Já sabia o que era saudade. Contigo aprendi o que é a revolta.
Hoje em dia já aceitei. Desculpei (quem sou eu para desculpar quem quer que seja).

Apenas sinto sauda…