Avançar para o conteúdo principal

Penso racionalmente, ajo com o coração!*

Dançamos juntos. Sorrimos. Todos já sabem que somos um do outro. Dormimos juntos. Vamos jantar fora. Vamos sair. Levas-me a casa. És amigo do meu irmão. Partilhamos amizades. Partilhamos alguns gostos. Discordamos em algumas coisas. És mimado. Sou bruta. Não dás valor ao dinheiro. Eu conto os trocos para poder fazer a minha vida. Tens tudo do bom e do melhor. Conto pelos dedos as roupas de marca que comprei ao longo de quase 25 anos. És um betinho. Sou descontraída. Gosto de estudar. Não ligas muito a temas da faculdade. És uma pessoa discreta. Sou mais extrovertida. Não ligo ao que os outros possam pensar. A ti incomoda-te a opinião alheia. Sei o que sinto e o que quero. Dizes que gostas de mim e depois dás o dito pelo não-dito. És stressado. Sou ponderada. És razoável. Sou de extremos. Ambos valorizamos a família. Conheces as minhas casas. Nunca me levaste à tua. Não queres que sejamos namorados. Mas queres andar comigo. Tento ser discreta. Queres que os outros saibam de nós. Sou descontraída quando falas/danças/brincas com outras mulheres. És ciumento e fazes aquele sorriso amarelo quando algum homem se aproxima de mim. És cavalheiro. Sou uma mulher que gosta de dividir despesas. Fazes-me rir. Já me fizeste chorar. Sei que tenho de me afastar mas ainda não vou conseguir. Queres-me por perto mas ainda assim, de alguma forma, vais-me afastando. Sei que não me amas mas ainda assim não consigo terminar com isto. Incentivas-me a lutar pelos meus sonhos. Apoiei-te quando foste de encontro ao teu. Estranhas os meus silêncios. Afirmas inúmeras vezes que gostavas de saber o que passa pela minha cabeça. Gostas quando me rio. Gostas da minha presença. Dizes que te dou cor. Mas que não me queres magoar. Mal sabes tu o que dói não saber ao que ando. Não há fim-de-semana que não estejamos juntos. A rir, a falar, a segredar. Gostas de saber da minha vida e gostas de contar o teu dia-a-dia. Gostas de me dar beijos no cabelo e sussurrar ao meu ouvido o quanto fico bonita a dormir. Perguntas-me constantemente se estou bem. Preocupas-te. Mas tens de perceber que preciso de mais. 



Oh, era tão mais fácil se eu soubesse separar a razão do coração!


[*ou ainda: A nossa relação tem prazo de validade]

Comentários

  1. Oh mulher, que todos os teus textos parecem escritos por mim/para mim.
    Racionalmente sabemos que estamos com pessoas que jamais nos darão o que queremos, serão mais uma dor de cabeça do que um porto de abrigo. Mas como o nosso coração é parvo e existe uma coisinha irritante chamada esperança, continuamos a bater na mesma tecla. Sinceramente (falando por mim), chegará o dia em que o desgaste falará mais alto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Geralmente fico contente quando alguém se identifica com os meus textos mas neste caso, não me agrada! É mau sinal... mas concordo com o que dizes e realmente acho que, mais dia menos dia, tudo tenha de ter um fim. Mas que seja realmente um ponto final porque estou fartinha das reticências!

      Eliminar
  2. O problema é a coragem. Porque no amor, o cérebro bem pode gritar que nós calamo-lo. Mas ele continua a gritar, a martelar... eu há dias que me sinto a enlouquecer tal é a minha divisão emocional!
    Olha, se precisares de falar, manda mail ;) já que estamos no mesmo barco

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ai Raven, Raven! Quem disse que era fácil, nunca se cruzou com complicadinhos do sistema! Há dias que dá vontade mesmo é de atirar tudo ao ar e meter-lhe uns patins... mas depois imagino-me a passar por ele na rua e não ter para mim e dá-me cá uma saudade! :)

      Há dias em que o desabafo lava a alma!

      Eliminar

Enviar um comentário

Todos temos os nossos dias, as nossas opiniões, as nossas afinidades. Felizmente nem todos gostamos do mesmo.

Aceitam-se elogios. Aceitam-se críticas construtivas.

Dispenso insultos e estupidez gratuita.

Welcome stranger ;)

Mensagens populares deste blogue

A tua irmã*

Ontem estive a escrever a fita de finalista da tua irmã. Com muito orgulho e satisfação. E tu estás presente, de uma forma discreta, que só ela entenderá. Mas estás lá. Sei que deves estar orgulhoso e que vais estar presente. Toma conta dela, protege-a, fá-la feliz. Se há alguém que merece, é ela. Perdeu-te a ti e logo de seguida o vosso Pai. Em menos de 6 meses, perdeu metade da família. Não é justo e ela merece mais. Tudo. Quero tanto vê-la feliz.



Parabéns Srª Engenheira!
*ORGULHO*


PS: Estou aqui para Ela. Estou mesmo, Luís. Por muito que me custe estar com ela nos lugares em que estivemos todos juntos, um dia (muitos dias). Por muito que ao olhar para ela, te veja a ti. Que magoe. Porque a saudade dói*

Dos rumores

Sábado. Vou jantar fora com o meu irmão, cunhada e mais uns casais amigos. O S., um dos meus amigos recentemente solteiro também foi. O jantar decorreu das 20:30h às 23h. Às 23:30h recebo uma mensagem do João a perguntar se ando metida com esse amigo nosso. Fico completamente à nora com a conversa. Recebo sms do meu ex-namorado a perguntar o mesmo. Pergunto ao S. se ele já tinha ouvido algum rumor. Diz que sim mas que por ele é tranquilo. E começa cheio de insinuações e conversas parvas. Só meu dou com atrasados e estou tão farta disto!
O João liga-me e chama-me de dançarina. Não compreendo a conversa e eis que me diz "ontem andaste a dançar com o teu novo namorado. Já fiquei para trás?".
ANORMAL!

Parabéns meu puto!

Mais um ano puto. 23 aninhos de uma vida que devia ter continuado. Cada vez mais me custa recordar a tua voz. Engraçado que sempre que fazes anos, o facebook enche-se de fotos e de conversas a recordar-te. E sabes o que me entristece? Saber que um dia vais voltar a fazer anos mas não há nenhuma história nova para contar.
Tenho tantas saudades tuas Luís! Do teu riso, do teu sorriso metálico, dos teus disparates. Onde quer que estejas, que a tua alma não se perca. Tu continuas a trazer o melhor de cada um de nós e isso é inesquecível e impagável.
PARABÉNS PUTO!!