segunda-feira, 30 de julho de 2012

E nós nunca fomos nada.

Uma das coisas que mais me incomoda é a facilidade com que as pessoas apagam outras das suas vidas.

Vi-o. Ele viu-me. Nem um cumprimento, nem um sorriso, nada de nada. Não sei como ficou pelo caminho tudo o que tivemos e é isso que me entristece.
E depois há os "Outros". Aqueles que fazem perguntas, aqueles que puxam o assunto, aqueles que estranham que já não estejamos juntos.
E nós nunca fomos nada. Fomos tudo!

Não consigo entender como a cumplicidade deu lugar à indiferença. Merda para ti!


2 comentários:

  1. A vida é um lugar estranho, num dia somos o tudo de alguém e no dia seguinte já não somos nada! Para precaver essa situação o melhor é "alimentar" o amor ou a amizade (serve para os dois casos) todos os dias, como um gesto, com uma palavra ou apenas um pequeno miminho! Se assim não for o que existe pode morrer mais depressa!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por vezes nem isso é suficiente! Gostar por si só não chega, é preciso um conjunto de outras coisas! Quando isso não funciona, por muito que gostemos, torna-se pouco!

      Eliminar

Todos temos os nossos dias, as nossas opiniões, as nossas afinidades. Felizmente nem todos gostamos do mesmo.

Aceitam-se elogios. Aceitam-se críticas construtivas.

Dispenso insultos e estupidez gratuita.

Welcome stranger ;)