Correr, correr, correr.

Tenho saudades de sentir o corpo quente e a latejar. Saudades do queimar dos pulmões quando tento respirar. Sentir os músculos a contrair e a dor a surgir enquanto vão arrefecendo. Sinto saudades da camaradagem, da união, das tácticas delineadas em cada treino.

Sinto saudades de jogar futsal e dos treinos. De sentir o cansaço físico mas de sentir-me preenchida.
Sinto saudades de fazer sprints, de correr com a bola no pé, da dinâmica de jogo.

Sinto saudades principalmente de nunca me cansar. A puta da idade não perdoa.


PS: Tenho feito os meus abdominais diários, para descargo de consciência, mas já não consigo sentir aquela dorzinha que de início sentimos. Gosto dessa moinha.

Comentários