Pouco a pouco

"(...) Mas agora, 
se pouco a pouco me deixas de amar 
deixarei de te amar pouco a pouco. 

Se de súbito 
me esqueceres 
não me procures, 
porque já te terei esquecido. (...)"

Pablo Neruda, in "Poemas de Amor de Pablo Neruda"


Comentários

  1. Tens sempre coisas tão mas tão bonitas aqui e que nos colocam a pensar...

    ResponderEliminar
  2. Adoro adoro a Noive Cadáver e o grande Tim Burton :) E Pablo? Tb gosto muito :)*

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Todos temos os nossos dias, as nossas opiniões, as nossas afinidades. Felizmente nem todos gostamos do mesmo.

Aceitam-se elogios. Aceitam-se críticas construtivas.

Dispenso insultos e estupidez gratuita.

Welcome stranger ;)