sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Pouco a pouco

"(...) Mas agora, 
se pouco a pouco me deixas de amar 
deixarei de te amar pouco a pouco. 

Se de súbito 
me esqueceres 
não me procures, 
porque já te terei esquecido. (...)"

Pablo Neruda, in "Poemas de Amor de Pablo Neruda"


2 comentários:

  1. Tens sempre coisas tão mas tão bonitas aqui e que nos colocam a pensar...

    ResponderEliminar
  2. Adoro adoro a Noive Cadáver e o grande Tim Burton :) E Pablo? Tb gosto muito :)*

    ResponderEliminar

Todos temos os nossos dias, as nossas opiniões, as nossas afinidades. Felizmente nem todos gostamos do mesmo.

Aceitam-se elogios. Aceitam-se críticas construtivas.

Dispenso insultos e estupidez gratuita.

Welcome stranger ;)