Avançar para o conteúdo principal

Quando a noite chega

É quando a noite chega que o meu amor me arrebata. Quando a noite cai, quando o céu escurece, quando o silêncio impera. Procuro-te na noite e sei que não estás comigo. Não é a ausência física que me entristece, a essa acabei por habituar-me. O que me inquieta é não te ter comigo para conversar sobre o nosso dia,fazer planos ou simplesmente rir. 

Não quero o teu amor por empréstimo. Não quero isso que sentes, tantas vezes mascarado de amor. Escolhi-te a ti e nem sei bem porquê. Pensando bem, não te escolhi. Acolhi-te na minha vida quando ultrapassaste as barreiras que criei. Esforçaste-te para isso, como poderia mandar-te embora?
Sei que o que vivemos não foi nada do que projectei. Porque, embora sempre o negasse, era contigo que me via daqui a uns anos. 2, 5, 10. Não interessa. Eu negava quando me perguntavas se te amava. Neguei sempre. E não em arrependo de tê-lo feito. Terias ido embora muito antes de tudo o que tivemos, esse tudo a que agora me agarro e de que sinto saudades.
Nunca concordei com a velha máxima de que devemos arrepender-nos apenas do que não fazemos. Há coisas das quais me arrependo. Há situações da minha vida que seriam apagadas, sem a mínima hesitação.
De ti não me arrependo. Ensinaste-me tanta coisa, fizeste de mim a mulher que hoje sou. Parece exagero mas foi contigo que aprendi a pensar antes de falar, foi contigo que me tornei mais calma e ponderada, foi contigo que aprendi a respeitar diferenças de personalidade. Estou-te grata pelo Homem que és e pela Mulher na qual me tornei.

Não sei porque terminou. Ou se calhar até imagino mas nem quero pensar muito no assunto.
Porque se isto acabou, é pelo bem dos dois, não é?
Então porque não andas feliz? Quero que sejas feliz. Quero ver-te feliz, com o teu sorriso, com a tua alegria.
Ou quero ver o teu mau perder quando estás a jogar às cartas ou a reclamares da arbitragem nos jogos.
Quero que entres em um qualquer sítio e que fales com todos os nossos amigos.
Quero simplesmente que apareças como eras antes.
Nós não mudámos. Somos os mesmos.
O antes está em comunhão com o agora, João.
Quero-te feliz porque gosto que sejas feliz. Porque gosto de ti.
Porque gostava de nós mas gosto mais de ti e de mim.

Quando a noite chega, sinto este amor em todos os poros. Invade-me o teu cheiro e o sabor da tua pele.
Quando a noite chega, o espaço na minha cama torna-se uma imensidão.

Comentários

  1. Ohhhhhhhhh fico entristecida a ler estas coisas. Cá para mim isso ainda tem volta! Digo isto porque a forma como escreves transparece bem o que sentes!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não me parece que tenha volta...também agora mal o vejo e nem falamos um com o outro. Isso sim é triste, parecermos dois desconhecidos!

      O que eu sinto nunca esteve em dúvida!

      Eliminar
  2. Dizem que a noite é a melhor conselheira... Mas também é à noite que temos tempo para pensar, para sentir saudades, para sentir falta... Mais uma vez, percebo-te. Acho que acabei por entrar numa relação do mesmo género. Estou feliz. Gosto. Amar não sei, mas também não o quero dizer, porque para ele ainda existem muitos pontos de interrogação, apesar de existir entrega e vontade de estar. Vou permitir que ele fique e vou deixar isto andar.

    Quanto a ti minha querida Ritinha, é mesmo o fim? Já conversaram sobre isso?

    Um grande beijo*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estás feliz? Isso é o que interessa! Deixa de parte os rótulos e as relações estereotipadas ;)

      Quanto a mim, nunca mais falamos um com o outro.

      Beijinho*

      Eliminar
    2. Estou. Sim, não é uma coisa de estereotipos, porque não somos nem deixamos de ser... Mas estou bem, gosto de estar com ele, gostamos de estar juntos.

      Quanto a ti, se for o melhor para ti, é o que tem de ser. Muita força, tou aqui :)*

      Eliminar
  3. Se ele não está feliz, é porque não está bem com a decisão que tomou... pena é que tenha tomado essa decisão sem ti, pelos vistos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, a decisão foi dele e está tomada. Se está bem ou não com ela, é um problema que já não é meu!

      Eliminar

Enviar um comentário

Todos temos os nossos dias, as nossas opiniões, as nossas afinidades. Felizmente nem todos gostamos do mesmo.

Aceitam-se elogios. Aceitam-se críticas construtivas.

Dispenso insultos e estupidez gratuita.

Welcome stranger ;)

Mensagens populares deste blogue

A tua irmã*

Ontem estive a escrever a fita de finalista da tua irmã. Com muito orgulho e satisfação. E tu estás presente, de uma forma discreta, que só ela entenderá. Mas estás lá. Sei que deves estar orgulhoso e que vais estar presente. Toma conta dela, protege-a, fá-la feliz. Se há alguém que merece, é ela. Perdeu-te a ti e logo de seguida o vosso Pai. Em menos de 6 meses, perdeu metade da família. Não é justo e ela merece mais. Tudo. Quero tanto vê-la feliz.



Parabéns Srª Engenheira!
*ORGULHO*


PS: Estou aqui para Ela. Estou mesmo, Luís. Por muito que me custe estar com ela nos lugares em que estivemos todos juntos, um dia (muitos dias). Por muito que ao olhar para ela, te veja a ti. Que magoe. Porque a saudade dói*

Dos rumores

Sábado. Vou jantar fora com o meu irmão, cunhada e mais uns casais amigos. O S., um dos meus amigos recentemente solteiro também foi. O jantar decorreu das 20:30h às 23h. Às 23:30h recebo uma mensagem do João a perguntar se ando metida com esse amigo nosso. Fico completamente à nora com a conversa. Recebo sms do meu ex-namorado a perguntar o mesmo. Pergunto ao S. se ele já tinha ouvido algum rumor. Diz que sim mas que por ele é tranquilo. E começa cheio de insinuações e conversas parvas. Só meu dou com atrasados e estou tão farta disto!
O João liga-me e chama-me de dançarina. Não compreendo a conversa e eis que me diz "ontem andaste a dançar com o teu novo namorado. Já fiquei para trás?".
ANORMAL!

Parabéns meu puto!

Mais um ano puto. 23 aninhos de uma vida que devia ter continuado. Cada vez mais me custa recordar a tua voz. Engraçado que sempre que fazes anos, o facebook enche-se de fotos e de conversas a recordar-te. E sabes o que me entristece? Saber que um dia vais voltar a fazer anos mas não há nenhuma história nova para contar.
Tenho tantas saudades tuas Luís! Do teu riso, do teu sorriso metálico, dos teus disparates. Onde quer que estejas, que a tua alma não se perca. Tu continuas a trazer o melhor de cada um de nós e isso é inesquecível e impagável.
PARABÉNS PUTO!!