quarta-feira, 4 de setembro de 2013

Onde andas, João Medeiros?

Custa-me acreditar que em pleno Séc. XXI, em plena Lisboa, um rapaz de 24 anos desapareça sem deixar resto, sem nenhuma pista, sem aviso prévio!

Um rapaz de 24 anos, açoriano, de visita à capital. Um rapaz que foi sair, com os amigos, que bebeu, que abusou na bebida, como a maioria dos jovens faz mas que desapareceu!

Hoje o João Tiago faz anos! FAZ! Porque até algo em contrário, ninguém deve presumir que está morto. É uma batalha contra o tempo, é certo, mas a família, namorada e amigos não desistem dele. Não podem. Entendo que não possam e que não queiram.

Esta semana vieram algumas notícias sobre o caso mas duvido que resulte em algo de mais palpável.
Mas rezo, torço para que dê tudo certo. Que ele esteja bem e que regresse, são e salvo!

Aqui fica o meu apelo:




E, onde quer que estejas,
MUITOS PARABÉNS, João Medeiros!


2 comentários:

  1. Nessa altura estive na mesma discoteca e toda a gente falava disso!

    ResponderEliminar
  2. É mesmo incrível como uma pessoa desaparece assim sem deixar rasto nenhum,não imagino o que a família esteja a passar,a incerteza é horrível.

    ResponderEliminar

Todos temos os nossos dias, as nossas opiniões, as nossas afinidades. Felizmente nem todos gostamos do mesmo.

Aceitam-se elogios. Aceitam-se críticas construtivas.

Dispenso insultos e estupidez gratuita.

Welcome stranger ;)