quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Amor mascarado



Sentir tudo outra vez. O teu abraço. O teu respirar no meu pescoço. O teu desejo. Ficar completamente desarmada nos teus braços. Sem a minha máscara de indiferença, sem a minha segurança. Quando estou contigo, esqueço-me de que tenho de desligar o coração. E deixo-me ir.
Volto a sentir o meu amor a saltar-me do peito. Volto a ter esperança. Volto a querer mais do que aquilo que me queres dar.
E então dizes parvoíces da boca para fora. Quebras o momento. "Se eu agora quisesse que fosses minha namorada, aceitavas?".
Tremo. Respiro fundo. E volta a minha racionalidade. Sei que queres ouvir um sim mas sei também que não me queres como tua namorada. E então volto a erguer a minha fortaleza. "Claro que não, não tenho vida, nem paciência e nem vontade de ter um namorado neste momento.". Calma, segura, sem hesitar. Sou boa a camuflar o que sinto. Porque sei que se te dou o que queres, eu vou sair magoada.

Protejo-me.
Sou mais importante do que tu!
Tenho de ser...



2 comentários:

  1. Como te entendo.
    O que é mau, é que ás vezes por tanto nos querermos proteger, fechamos a porta a coisas que nos podiam fazer felizes.
    É uma confusão estas coisas dos sentimentos...
    Abraço apertadinho

    ResponderEliminar
  2. Rita, vou ser curta e grossa! Ama-lo mas não queres admitir para não dar parte fraca. Que relação é essa? No amor há união, sinceridade, compreensão. Não há fracos, há verdadeiros. E ele está com outras pessoas e desculpa-lo porque não estou "oficialmente" juntos. E desgastas-te, e deixas de ser tu e, certamente, já estás na fase em que te estás a tornar em alguém que nunca admiraste. Eu passei por tudo isso e digo-te com o dom da experiencia: não chegues onde eu cheguei. Sai fora e ama-te. Isso é doentio e infantil. Já nao tens idade para isso e a Vida é mais. Ainda que dentro dessa espiral não o consigamos ver. Força! Eu consegui, vais conseguir.

    ResponderEliminar

Todos temos os nossos dias, as nossas opiniões, as nossas afinidades. Felizmente nem todos gostamos do mesmo.

Aceitam-se elogios. Aceitam-se críticas construtivas.

Dispenso insultos e estupidez gratuita.

Welcome stranger ;)