quinta-feira, 24 de setembro de 2015

Da dor

Às vezes penso que é um exagero chorar tanto por um cão. Sentir este nó na garganta, esta mágoa porque um cão morreu. Mas depois lembro-me do meu Campeão. Que me deu colo e amor, que me fez sorrir quando só me apetecia chorar, que me aqueceu em noites frias e que ouviu os meus maiores medos. Lembro-me do símbolo da minha infância, dos meus 13 anos e da felicidade que senti quando te conheci. Não és apenas um cão. Aliás, és apenas um cão mas és uma alma. Deste-me tanto e fazes-me tanta falta. E eu choro desalmadamente a ver os vídeos dos nossos passeios, as tuas corridas que começaram a escassear nos últimos anos, da tua cara de tristeza cada vez que me vias partir. 
Agora não tenho ninguém que esteja à minha espera. Que pule de alegria só por me ver. Que me beije de felicidade. Agora não te tenho e só de pensar nisso sinto-me despedaçada!

Fazes-me tanta falta!!!





3 comentários:

  1. Não é vergonha chorar por uma animal.
    Afinal de contas, são os únicos que estão sempre lá.

    ResponderEliminar
  2. Há uns meses passei pelo mesmo. Perdi a minha menina, que fomos buscar quando eu tinha 12 anos (e foi a melhor coisa que me aconteceu até esse dia) e que viveu durante 15. Custa muito... mas quando as saudades batem penso que pelo menos teve uma boa vida e foi muito, muito mimada. Força e não deixes que ninguém te diga que não deves fazer o luto de um cão, à sua maneira eles são membros da família.

    ResponderEliminar
  3. Obrigada espiquinha e Joana :) Agora já sorrio a lembrar-me do meu menino. Excepto quando vejo a dor da minha menina. Custa tanto vê-la sofrer :(

    ResponderEliminar

Todos temos os nossos dias, as nossas opiniões, as nossas afinidades. Felizmente nem todos gostamos do mesmo.

Aceitam-se elogios. Aceitam-se críticas construtivas.

Dispenso insultos e estupidez gratuita.

Welcome stranger ;)