sexta-feira, 18 de setembro de 2015

Dos refugiados. Da Síria. Da falta de humanidade!

Serei eu a única sem ter a minha posição bem definida relativamente aos refugiados? Porque sinceramente não gosto de opinar quando não estou bem dentro dos assuntos e não gosto de assumir posições que depois não posso defender. Portanto, até à data, deparo-me com duas situações:

- Refugiados: Sim, vamos acolhê-los! Vamos dar-lhes a mão e abrigá-los pois tudo o que conhecem como casa foi-lhes tirado. Sim, temos sem-abrigo por todo o país. Pois temos, infelizmente a maioria dosPortugueses só deu por isso agora!
- Abrigá-los sem um peso e uma medida? Também acho que é errado. Porque não acho que tenhamos condições para abrigar todos. Porque para virem para o nosso país e juntarem-se a imensas pessoas que passam dificuldades, não é a solução.
A solução seria agir onde efectivamente está o problema! Lá, onde estão a destruir e a matar. Lá onde criam cenários de guerra que obrigam as pessoas (boas e más, como em todos os lugares) a largarem tudo para se salvarem e para protegerem os seus.
Não misturemos extremistas com refugiados. Recuso-me a acreditar que nós somos de tal modo mesquinhos que recusamos ajuda a crianças, velhos, adultos, pessoas de boa índole porque os rotulamos como extremistas! Mauzões sem tecto!
 Quero acreditar que somos mais que isto!




Sem comentários:

Enviar um comentário

Todos temos os nossos dias, as nossas opiniões, as nossas afinidades. Felizmente nem todos gostamos do mesmo.

Aceitam-se elogios. Aceitam-se críticas construtivas.

Dispenso insultos e estupidez gratuita.

Welcome stranger ;)