sexta-feira, 2 de setembro de 2016

Quando deixamos de sentir pena e começamos a ajudar?


Estas crianças não têm escolha. São pequenos peões neste jogo de tubarões, que vivem dos confrontos, do dinheiro, das armas. São pequenos indefesos que nascem com este destino e não conseguem fugir dele.
Entre uma tragédia e outra passou menos de um ano. Faz hoje um ano que Aylan Kurdi, o menino sírio-turco de três anos morreu naquela praia. Éramos todos por ele e depois esquecemo-nos. Menos de um ano depois, temos uma nova criança cujo sofrimento foi utilizado de forma sensacionalista. De resto pouco ou nada se fez! 

Aproveito para dar destaque a esta fantástica pessoa, Bárbara Guevara, cujo trabalho humanitário tenho acompanhado. Trabalho de divulgação dos "podres" e trabalho de solidariedade e ajuda ao próximo!
Acho-a sensacional!

4 comentários:

  1. Respostas
    1. Uma pessoa excepcional. Jornalista de profissão e enorme de coração! "Conheci-a" devido ao trabalho de voluntariado com os refugiados. Dá uma vista de olhos no facebook dela, tem lá alguns dos seus momentos ;)

      Eliminar
    2. Vou ver! Até porque, se tudo correr bem, será essa a minha área de especialização e estagio.

      Eliminar
    3. Se tiveres oportunidade, vê aqui: https://www.youtube.com/watch?v=YG7f_7u2zr0&feature=youtu.be

      Eliminar

Todos temos os nossos dias, as nossas opiniões, as nossas afinidades. Felizmente nem todos gostamos do mesmo.

Aceitam-se elogios. Aceitam-se críticas construtivas.

Dispenso insultos e estupidez gratuita.

Welcome stranger ;)