terça-feira, 27 de setembro de 2016

Toxicodependência ou apenas má-formação?

O meu tio é um drogado. Toxicodependente é nome que nunca esteve no meu vocabulário porque não considero que ele seja doente, acho que ele é mesmo estúpido. Desde que me lembro que sou gente conheci o irmão da minha Mãe desta maneira: ladrão, drogado, mentiroso, aldrabão, sem escrúpulos. O padrinho que a minha Mãe escolheu para mim mas que não me diz rigorosamente nada enquanto pessoa.  
Sim, posso parecer uma pessoa mesquinha, pouco condescendente e nada solidária. Estou-me borrifando para isso, ele é má pessoa! Foi ajudado de todas as formas possíveis: teve em 4 desintoxicações, arranjaram emprego para o menino, casa, tudo do bom e do melhor porque o coitado tinha entrado no vício da droga. Não só nunca quis mudar de vida como só criou instabilidade, discussões, desconfiança na minha família.
Lembro-me de ter 8 anos e ter encontrado uma seringa no meio dos brinquedos da minha prima (a minha irmã, na altura com 5 anos, que é filha deste bicho mas que foi criada por nós) e de ter deitado fora. Nenhuma criança devia ter de lidar com estas coisas tão cedo. Por isso ABOMINO drogas, sejam leves, pesadas, brancas, pretas. É TUDO MERDA!

Devido a tantas mentiras, assaltos, etc, o meu Avô deixou de aceitar o meu tio lá em casa. Claro que a minha Avó nunca tolerou esta situação mas foi assim que a história aconteceu durante mais de 10 anos.

Como sabem o Avô tem alzheimer. Adivinhem que se aproveitou do facto do Avô não o reconhecer para se infiltrar lá em casa e mexer em tudo?

A família não se escolhe e é bem verdade!
Nojo de pessoa!


Sem comentários:

Enviar um comentário

Todos temos os nossos dias, as nossas opiniões, as nossas afinidades. Felizmente nem todos gostamos do mesmo.

Aceitam-se elogios. Aceitam-se críticas construtivas.

Dispenso insultos e estupidez gratuita.

Welcome stranger ;)