quinta-feira, 10 de novembro de 2016

Momentos de ouro

O Avô tem estado lúcido e a veia humorística dele tem estado em altas. Conta anedotas, ri-se e estar com ele é uma lufada de ar fresco indescritível!

A Avó pelo contrário tem andado taciturna, de mal com a vida e sem vontade de coisa nenhuma.

Depois tenho situações em que a cumplicidade entre eles, fruto de 60 anos de casamento, é tão engraçada que só me faz sorrir.
Ela reclama, ele implica.
Ela grita, ele ri-se.
Ela chora, ele conforta-a.

Por vezes dou por mim a imaginar o dia em que ficarei sem eles. Sim, eu sei que sofrer por antecipação não é propriamente saudável mas acho que para minha sanidade mental, tenho de ir começando a mentalizar-me de que (infelizmente) não são eternos. E vou guardando estes nossos momentos, estas gargalhadas, estes mimos como recordação de um amor maior incomensurável.




Sem comentários:

Enviar um comentário

Todos temos os nossos dias, as nossas opiniões, as nossas afinidades. Felizmente nem todos gostamos do mesmo.

Aceitam-se elogios. Aceitam-se críticas construtivas.

Dispenso insultos e estupidez gratuita.

Welcome stranger ;)