Perdi parte de mim

Sabes Avó, nunca me preparei para um dia ficar sem ti. Disseste-me sempre que até aos 90 anos ias viver e eu acreditei em ti, como sempre. Porque tenho uma fé inabalável em ti e na tua alma, em todos os conselhos que me davas e em todas as tuas intuições. Nunca falharam. Mas desta vez disseste "Rita, a Avó já não confia nas coisas que sente.".

Talvez já soubesses que estavas a chegar ao limite das tuas forças. Pelas conversas que tinhas com a Mãe ou mesmo pela pouca vontade que senti em ti de continuar a lutar. Logo tu que sempre tiveste medo de morrer e que querias viver. Amavas a vida como ninguém. Acho que herdei isso de ti! Isto é o mais importante, tudo o que me deixaste de ti! Tudo o que ensinaste e tudo o que me mostraste para que me tornasse uma pessoa boa, íntegra, altruísta. Às vezes duvido que seja assim... mas tu e o teu mimo completavam-me sempre!

Às vezes quero muito sentir-te por perto. Fecho os olhos e desejo que apareças, em sonhos talvez.
Quero que saibas que me fazes muita falta mas que eu nunca te deixarei morrer. Enquanto eu for viva vou falar de ti e no quão bem fizeste a tanta gente, sem pedir nada em troca.

És uma boa pessoa, Avó e eu sinto muito a tua falta.

AMO-TE PARA SEMPRE!!

Comentários

Enviar um comentário

Todos temos os nossos dias, as nossas opiniões, as nossas afinidades. Felizmente nem todos gostamos do mesmo.

Aceitam-se elogios. Aceitam-se críticas construtivas.

Dispenso insultos e estupidez gratuita.

Welcome stranger ;)

Mensagens populares deste blogue

A tua irmã*

Dos rumores

Desabafo